ARBORIZAÇÃO URBANA EM CAMPINAS

mapeamento

MAPA VERDE DO CAMBUÍ

Reunindo o conjunto de informações e dados obtidos durante estes 10 últimos anos de ação diante do patrimônio árvores do bairro, juntando material obtido pelas pesquisas realizadas, plantio do projeto Cambuí Verde, foi iniciado este trabalho, publicado agora ainda em pleno desenvolvimento, até porque não tem uma meta de encerramento.


Todas as informações aqui encontradas são de responsabilidade de ação em rede de pessoas desde profissionais técnicos com capacitação em suas áreas, de universidades, organizações não governamentais, moradores do bairro e colaboradores diversos.


Os dados apresentados,  inclusive coordenadas de localização, estão sujeitos a permanentes revisões e refinamentos pois a referência principal são seres vivos e sujeitos à dinâmica dos seus ciclos, interferências da administração da cidade e do próprio fator tempo. Encontra-se em plena atividade de coleta e atualização, ainda por uma equipe reduzida, mas que pretende ser reforçada a partir desta apresentação.


Com relação às questões técnicas, farto material  está disponível no site, apresentando detalhes sobre os sensos realizados nas etapas anteriores e detalhes sobre história e valorização. Para a apresentação do Mapa Verde do Cambuí foi priorizada a utilização de plataformas, softwares e recursos acessíveis publicamente e com custos reduzidos permitindo que o modelo seja replicado com facilidade por outros interessados e, a ONG Resgate Cambuí, tem as portas abertas para auxiliar no que for necessário para que isso ocorra.


A reutilização das informações, textos, imagens e processos é inteiramente livre  exigindo-se apenas que as devidas referências sejam contempladas com a finalidade de construir uma rede de conhecimentos coerente.
Contribua você também, faça contato conosco, envie-nos críticas e sugestões. Informe-se sobre como pode participar e ajudar a propagar a ideia de cuidar de forma colaborativa.


 Trata-se de uma atividade permanente que planejamos ser referência tanto ao poder público como ao cidadão do bairro, da cidade e servir de modelo para outras iniciativas similares com vistas a real integração do indivíduo ao seu habitat.