O Movimento "Resgate o Cambuí surgiu de uma necessidade de melhor uso e aproveitamento do bairro.
 

Procuramos uma melhor qualidade de vida no bairro. Melhorando a qualidade, o pedestre volta para a calçada, é fundamental a volta à rua para a conservação do bairro.

 

Como melhorar a qualidade de vida no bairro?

       -Fazendo a drenagem das ruas.

       -Enterrando a fiação e retirando os postes.

       -Padronizando altura e piso das calçadas.

       -Plantando obrigatóriamente árvores com uma regra de                    distanciamento,  porte e tipagem.

Com a melhoria e racionalização do espaço urbano, acreditamos que, com a volta do pedestre, seja possível até uma melhoria no quesito segurança do bairro Cambuí.

Se não houver uma iniciativa conjunta para um resgate do bairro, ele poderá se deteriorar em praticamente pouco tempo, como já está ocorrendo. Haverá também a desvalorização dos imóveis, a falta de clientes para o comércio, aumento da criminalidade, etc...

Um dos pontos extremamente positivo é o de ordenação do subsolo, o que não ocorre hoje em dia. No Rio de Janeiro tivemos o plano PLEUS (Projeto de estruturação urbana) que atende às necessidades de uso e ocupação do solo de cada bairro.O plano visa trazer de volta o apego da população pela cidade. O Rio foi capital, depois perde um pouco seu 

glamour e esse plano quer recuperar as potencialidades. Se o espaço público estiver bem cuidado, o espaço privado também  fará a sua parte.

O Cambuí sempre foi considerado o cartão postal da cidade. É um bairro tradicional e hoje em dia é um misto de moradia e comércio.

Enfim, o nosso movimento tenta uma "reorientação" do bairro e temos como meta final a qualidade de vida do cidadão.
 

Resgate o Cambuí visa resgatar também o cidadão.