ARBORIZAÇÃO URBANA EM CAMPINAS

Anexos e Cadastro

CÓPIAS DE DOCUMENTOS 2007 - 2012

"Arborização urbana de Campinas/SP"

resumo em PDF - clique aqui para baixar

Vídeo com a íntegra da reunião - parte 2

Debate da situação atual da arborização do bairro Cambuí

Realizada em 11/12/15 no Plenário da Câmara de Campinas, com palestras de José Hamilton Aguirre Júnior e  Demóstenes Ferreira da Silva Filho

Vídeo com a íntegra da reunião - parte 1

"Arborização urbana de Campinas/SP" - Em 09 de fevereiro de 2013 o engenheiro florestal José Hamilton de Aguirre Junior fez a apresentação a qual foi aberta à população e na sequência houve a discussão do tema.

Tese completa de José Hamilton

em PDF - clique aqui para baixar

Tese Arborização viária como patrimônio municipal de Campinas/SP: histórico, situação atual e potencialidades no Bairro Cambuí - De José Hamilton de Aguirre Junior apresentada em 2008 na Universidade de São PauloEscola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” 

Relatório Cambuí 2012 - Por Demóstenes Ferreira da Silva  - Engº Agrônomo, Professor Doutor da Universidade de São Paulo e suas equipes, faz extenso e detalhado mapeamento e avaliação da floresta urbana do Cambuí, Campinas, SP em épocas distintas para avaliar a extensão de suas mudanças e seus valores para subsidiar ações de valorização e ampliação da cobertura arbórea no bairro. Apresentado em 2012 pode ser visto em resumo na cópia que segue.

Relatório Cambuí - Prof. Demóstenes

em PDF - clique aqui para baixar

CÓPIAS DE DOCUMENTOS 2017

Inventário e diagnóstico 2017

em PDF - clique aqui para baixar

Inventário e diagnóstico 2017 da arborização urbana do Cambuí. De Flávio Henrique Mendes - ONG Movimento Resgate o Cambuí.

 “O inventário de 2017 revelou aumento da quantidade de plantas em relação ao último realizado em 2012, em 36,3%, sendo 316 remoções ou quedas e 1.028 plantios, e de 22,8%, com relação ao de 2007.
A diversidade é satisfatória, entretanto, o planejamento das espécies em função de cada local deve ser aperfeiçoado, de maneira a se priorizarem os benefícios do uso do maior porte da arborização, em função das condições técnicas e potencial dos locais, ao contrário de hoje, onde o pequeno é priorizado.”

Avaliação econômica 2017 das árvores viárias situadas no bairro Cambuí - De Renata Fragoso Potenza - ONG Movimento Resgate o Cambuí.


“A avaliação econômica do bairro atingiu aproximadamente R$ 8 milhões, queda de 4,7% em relação ao valor obtido em 2012. A remoção ou queda de árvores de grande porte e os novos plantios são responsáveis por essa diferença. Comparando-se aos dados encontrados em 2007 (AGUIRRE JUNIOR, 2008), a diferença de valores será maior, pela alteração do perfil das espécies de grande porte naquele momento, para o médio, pequeno e arbustivo (resedá).
Esses valores evidenciam a necessidade do manejo e monitoramento das árvores, para que haja o bom crescimento e desenvolvimento das mudas até a fase adulta, quando propiciam seus inúmeros
benefícios. Destaca-se que, o planejamento visando à priorização da introdução e do uso planejado de espécies de porte e cobertura de copas maiores, com qualidade de madeira e fatores de resistência é o que mais contribuirá, além dos serviços socioambientais, na valoração financeira dessas plantas urbanas. O conhecimento desses valores monetários é uma ferramenta para o planejamento e gerenciamento da arborização urbana, com sensibilização da comunidade, acerca da importância das árvores viárias.”

Avaliação econômica 2017

em PDF - clique aqui para baixar